adsense

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Cantigas de roda: A Carrocinha

A carrocinha 

A carrocinha pegou
Três cachorros de uma vez
A carrocinha pegou
Três cachorros de uma vez

Tra-lá-lá
Que gente é essa
Tra-lá-lá
Que gente má

IR PARA O MENU DAS CANTIGAS





domingo, 29 de setembro de 2013

A internet está acelerando nosso aprendizado?

Com tantas informações sendo apresentadas ao mesmo tempo, a internet está nos ajudando ou nos atrapalhando?

Leia a reportagem publicada no site Tecmundo.com.br clicando aqui!


Cantigas de roda: A barata diz que tem

A Barata diz que tem

A Barata diz que tem sete saias de filó
É mentira da barata, ela tem é uma só
Ah ra ra, iá ro ró, ela tem é uma só !
A Barata diz que tem um sapato de veludo
É mentira da barata, o pé dela é peludo
Ah ra ra, Iu ru ru, o pé dela é peludo !
A Barata diz que tem uma cama de marfim
É mentira da barata, ela tem é de capim
Ah ra ra, rim rim rim, ela tem é de capim
A Barata diz que tem um anel de formatura
É mentira da barata, ela tem é casca dura
Ah ra ra , iu ru ru, ela tem é casca dura

A Barata diz que tem o cabelo cacheado
É mentira da barata, ela tem coco raspado
Ah ra ra, ia ro ró, ela tem coco raspado











IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: São João da Ra Rão


São João Da Ra Rão

São João Da Ra Rão
Tem uma gaita-ra-rai-ta
Que quando toca-ra-roca
Bate nela
Todos os anja-ra-ran-jos
Tocam gaita-ra-rai-ta
Tocam tanta-ra-ran-to
Aqui na terra
Maria tu vais ao baile, tu “leva” o xale
Que vai chover
E depois de madrugada, toda molhada
Tu vais morrer

Maria tu vais “casares”, eu vou te “dares”
Eu vou te “dares” os parabéns
Vou te “dares” uma prenda
Saia de renda e dois vinténs








IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Nesta rua

Nesta Rua

Nesta rua, nesta rua, tem um bosque
Que se chama, que se chama, Solidão
Dentro dele, dentro dele mora um anjo
Que roubou, que roubou meu coração
Se eu roubei, se eu roubei seu coração
É porque tu roubastes o meu também
Se eu roubei, se eu roubei teu coração
É porque eu te quero tanto bem

Se esta rua se esta rua fosse minha
Eu mandava, eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante
Para o meu, para o meu amor passar









IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Samba Lelê

Samba Lelê 

Samba Lelê está doente
Está com a cabeça quebrada
Samba Lelê precisava
De umas dezoito lambadas

Samba , samba, Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lalá (BIS)


Samba Lelê

Samba Lelê está doente
Está com a cabeça quebrada
Samba Lelê precisava
De umas dezoito lambadas

Samba , samba,
Samba ô Lelê
Pisa na barra da saia ô Lalá (BIS)

Ó Morena bonita,
Como é que se namora ?
Põe o lencinho no bolso
Deixa a pontinha de fora

Ó Morena bonita
Como é que se casa
Põe o véu na cabeça
Depois dá o fora de casa

Ó Morena bonita
Como é que cozinha
Bota a panela no fogo
Vai conversar com a vizinha

Ó Morena bonita
Onde é que você mora
Moro na Praia Formosa
Digo adeus e vou embora









IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Dona Aranha

Dona aranha

A dona aranha 
subiu pela parede. 

Veio a chuva forte 
e a derrubou. 

Já passou a chuva, 
o sol já vai surgindo. 

E a dona aranha 
continua subindo. 

Ela é teimosa 
e desobediente. 

Sobe, sobe, sobe 
e nunca está contente.

É muito fácil brincar
Sente uma criança no colo, de frente ou de costas para você. Enquanto cantam, caminhe com os dedos, subindo pelo braço da criança, como se fosse a aranha da música. Quando chegar à altura das axilas, faça cócegas. A criança vai adorar e pedir para repetir a música muitas vezes.
Brincar só faz bem
Essa brincadeira ajuda a reforçar laços afetivos e a desenvolver memória.
Você sabia?
A canção da Dona Aranha não tem autoria conhecida. 
Existem cerca de 40 mil espécies de aranhas. 
As aranhas são animais de oito pernas, sem asas ou antenas, que fazem teias com fios de seda. Esses fios são produzidos em várias glândulas que ficam na barriga da aranha. 
A teia é uma espécie de armadilha que a aranha constrói para conseguir comida. Como os fios são muito finos, outros insetos vem voando, distraídos, olhando a paisagem e, de repente, pimba! Caem na teia da aranha e ficam presos, grudados. Aí, a dona aranha vem na maior calma e janta o inseto distraído. Bacana, né? 
Os fios que formam a teia da aranha são cinco vezes mais fortes que fios de aço da mesma espessura e podem ser esticados até quatro vezes o seu tamanho sem quebrar. E tem mais: apesar da aparência delicada, uma teia de aranha consegue deter um besouro em pleno voo. Uau!

Fonte dos dados acima: www.nestle.com.br







IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Marcha Soldado

Marcha soldado

Marcha soldado,
cabeça de papel.
Quem não marchar direito,
vai preso pro quartel.
O quartel pego fogo,
a policia deu sinal.
Acode,acode,acode a bandeira nacional.

Não conhece? 

Marcha Soldado é uma cantiga. Pode ser cantada por uma criança sozinha ou por um grupo, marchando. Uma boa ideia é fazer chapéus e espadas de jornal para as crianças usarem enquanto cantam.

É fácil brincar 

A criança pode cantar como quiser, sozinha ou acompanhada, em uma roda, com ou sem a ajuda de um adulto. Pode ser divertido organizar as crianças em fileiras, como no exército e sugerir que cantem enquanto marcham. Para deixar a brincadeira mais desafiadora, pode-se escolher um líder ? o General ? e pedir que as outras crianças ? os soldados ? sigam seus movimentos.

Brincar só faz bem 

Essa brincadeira ajuda a desenvolver a imaginação, a memória e a atenção.

Você sabia? 

Marcha Soldado é uma canção popular, sem autor conhecido, que chegou até nós, passada de pessoa para pessoa, de geração em geração.
Dia 25 de agosto comemoramos o Dia do Soldado. A data foi criada para homenagear Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias. Ele nasceu em 25 de agosto de 1803 e ficou famoso como ?pacificador? do Exército porque conseguiu impedir muitas rebeliões do exército contra o Império.

Fonte dos dados acima: www.nestle.com.br




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Peixe vivo

Peixe vivo
Como pode o peixo vivo
Viver fora da água fria
Como pode o peixe vivo
Viver fora da água fria
Como poderei viver
Como poderei viver
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia
Os pastores desta aldeia
Ja me fazem zombaria
Os pastores desta aldeia
Ja me fazem zombaria
Por me verem assim chorando
Por me verem assim chorando
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia











IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



sábado, 28 de setembro de 2013

Cantigas de roda: Alecrim

ALECRIM
Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado
Foi meu amor
Quem me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim







IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: A canoa virou

A CANOA VIROU

A Canoa virou
Pois deixaram ela virar
Foi por causa da (nome da pessoa)
Que não soube remar
Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar
Eu tirava a (nome da pessoa)
Do fundo do mar
Siri pra cá
Siri pra lá
(Nome da Pessoa) é bela
E quer casar
















IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Cantigas de roda: A roseira

A roseira
a mão direita tem uma roseira,
que dá flor na primavera.
Entrai na roda oh linda roseira,
e abraçai a mais faceira.
a mais faceira eu não a quero
quero a boa companheira.


A Mão Direita

A mão direita tem uma roseira,
A mão direita tem uma roseira
Que dá flor na primavera,
Que dá flor na primavera.

Entrai na roda, ó linda roseira !
Entrai na roda, ó linda roseira !
Abraçai a mais faceira,
Abraçai a mais faceira.

A mais faceira eu não abraço,
A mais faceira eu não abraço,
Abraço a boa companheira,
Abraço a boa companheira.


IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Pai Francisco

Pai Francisco
Pai Francisco entrai na roda,
Tocando seu violão.
O menino que faz de Pai Francisco entra na roda que continua a cantar de mãos dadas:
Quem dirá, meu bem, quem dirá?
Pai Francisco está na prisão.
Pai Francisco, fingindo tocar violão, dança e requebra:
Como ele aí vem,
Todo requebrado,
Ganhando dinheiro
Com o seu melado (em outra versão: Pedindo vinténs)
(em outra versão:

Ai como ele vem,
todo requebrado,
parece um boneco
desengonçado




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Chapéu de três pontas

Chapéu de três pontas
O meu chapéu tem três pontas,
tem três pontas o meu chapéu.
Se não tivesse três pontas,
não seria o meu chapéu.

A brincadeira
Ao final do primeiro canto, escolhe-se uma palavra que se cantará de forma "muda" usando-se gestos no lugar. A cantiga continua e a cada rodada continua-se tirando uma palavra.



Versão Portuguesa (Portugual)


IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Roda pião

Roda Pião
O pião entrou na roda, ó pião
O pião entrou na roda, ó pião
Roda pião, bambeia pião
Roda pião, bambeia pião
Sapateia no terreiro, ó pião!
Sapateia no terreiro, ó pião!
Roda pião, bambeia pião
Roda pião, bambeia pião
Mostra tua figura, ó pião
Mostra tua figura, ó pião
Roda pião, bambeia pião
Roda pião, bambeia pião
Faça uma cortesia, ó pião
Faça uma cortesia, ó pião.

Versão mais antiga
Sapateia no tesouro, ó pião (bis)
Rodae, ó pião, bambeia, ó pião (estribilho)
Agora entrae na roda, ó pião (bis)
Rodae, ó pião, bambeia, ó pião (estribilho)
Mostra a sua figura, ó pião (bis)
Rodae, ó pião, bambeia, ó pião (estribilho)
Entregae o chapéo a outra, ó pião (bis)
Rodae, ó pião, bambeia, ó pião (estribilho)




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Senhora dona Sancha


Senhora dona Sancha
Senhora Sancha,
Coberta de ouro e prata,
Descubra o seu rosto,
Que eu quero ver a lata.
Que anjos são esses,
Que andam por aqui,
De dia e de noite,
À roda de mim?
São filhos de reis,
E netos de conde,
Que mandam que se esconda,
Debaixo duma pedra.

A brincadeira
Quem quiser servir de Sancha senta-se no centro e cobre o rosto com as mãos. Ao terminar a terceira quadra enrola-se um pano na cabeça de Sancha, e aproximando-se dela dizem todos Uh! Uh! Uh! E, correndo, vão-se esconder e quando todos estiverem escondidos, o fiscal do brinquedo diz; Pode. Sancha retira o pano e vai à procura. Escapam os que chegam ao ´pique´ combinado; quem é agarrado irá ser a próxima D. Sancha.


Senhora dona Sancha - Outra versão
Senhora dona Sancha
Coberta de ouro e prata
Descobri o vosso rosto
Quero ver a vossa face.
Que anjos são estes
Que andam me arrodeando
De noite e de dia
Rezando Ave-Maria
Somo filhas do conde
do conde visconde
O seu rei mandou dizer
Para todas se esconder.

Brincadeira
As crianças que fazem a roda se agacham e aquela que faz a vez de d.Sancha vai pondo a mão na cabeça de criança que esta agachada perguntando:

-Minha gatinha?

-Miau!!!

Aí fala o nome de quem respondeu. Se acertou (não me lembro "se errou") passa à frente fazendo a mesma pergunta à outra criança; Aquela que adivinhar o nome irá ocupar o lugar de dona Sancha.

(Fonte: memória. Bricandeira feita por volta de 1940/1942 em Santo Inácio-PR. no tempo da primeira professora Mota de Souza)









IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Bota aqui o seu pezinho

Pézinho
Ai bota aqui
Ai bota aqui o seu pézinho
Seu pézinho bem juntinho com o meu (BIS)

E depois não va dizer
Que você se arrependeu ! (BIS)

----

Pézinho (Rio Grande do Sul)
(Ai bota aqui ai bota ali o teu pezinho
O teu pezinho bem juntinho com o meu
Ai bota aqui ai bota ali o teu pezinho
O teu pezinho o teu pezinho ao pé do meu)

E depois não vá dizer que você já me esqueceu
E depois não vá dizer que você já me esqueceu
( )
E no chegar deste teu corpo, uma abraço quero eu
E no chegar deste teu corpo, uma abraço quero eu
( )
Agora que estamos juntinhos, da cá um abraço e um beijinho
Agora que estamos juntinhos, da cá um abraço e um beijinho
( )
E depois não vá dizer que você já me esqueceu
E depois não vá dizer que você já me esqueceu




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: O cravo e a rosa

O cravo e a rosa
O cravo brigou com a rosa,
Debaixo de uma sacada.
O cravo saiu ferido,
E a rosa despedaçada.
O cravo ficou doente.
A rosa foi visitar.
O cravo teve um desmaio,
E a rosa pôs-se a chorar.





IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de rodas: Escravos de Jó

Escravos de Jó
Escravos de Jó (versão Zé Pereira)
Escravos de Jó, jogavam caxangá
Tira, bota, deixa o Zé Pereira ficar...
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá.

Escravos de Jó (versão Cão Guerreiro)
Nota: comum no Pará.

Escravos de Jó, jogavam gaxangá
Tira, bota, deixa o cão guerreiro entrar...
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá


Escravos de Jó (versão "tira-põe")
Nota: comum em São Paulo.

Escravos de Jó jogavam caxangá
Tira, põe, deixa ficar ...
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá;
Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá.

A brincadeira
1. Sentadas em roda, cada criança deve ter um objeto à mão (caixa de fósforo, copo, pedra etc.).
2. Enquanto canta, cada criança passa o objeto para o colega ao lado, fazendo movimentos conforme a letra:
Os escravos de Jó jogavam caxangá (vai passando para o colega ao lado o objeto que foi posto à sua frente );
Tira (levanta o objeto), põe (põe na sua frente na mesa), deixa ficar (aponta para o objeto na frente e balança o dedo);
Guerreiros com guerreiros fazem zigue (passa seu objeto para o colega ao lado), zigue (volta o objeto para sua frente), zá (passa seu objeto para o colega).
5. Na primeira vez, a letra é cantada normalmente. Na segunda vez, a letra é substituída por lálá lálálá... e, por último, as crianças fazem todos os movimentos da brincadeira, porém sem cantar a música.
6. Sai da brincadeira aquele que errar um movimento.





IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Caranguejo não é peixe

Caranguejo
Caranguejo não é peixe
Caranguejo peixe é
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré.
Palma, palma, palma,
Pé, pé, pé
Roda, roda, roda
Caranguejo peixe é.

Caranguejo - Outra Versão
Fui à Espanha
Buscar meu chapéu
Azul e branco
Da cor daquele céu
Olha palma, palma, palma
Olha pé, pé, pé
Olha roda,roda,roda
Caranguejo peixe é
Caranguejo não é peixe
Caranguejo peixe é
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré
Samba crioula
Que vem da Bahia
Pega essa menina
E joga na bacia
A bacia é de prata:Areada com sabão
E depois de areada
Vai lavar o seu roupão
O roupão é de seda
Camiseta de filó
Cada um pega o seu par
Para dar bênção a vovó
A benção vovó, a benção vovó.


Brincadeira
As crianças se dão as mãos e giram formando uma roda, cantando e fazendo gestos referentes à letra da música. Por exemplo, apontam para o céu na primeira estrofe; batem palmas e pés, na segunda; Colocam as mãos na cintura, rebolam e, em seguida, fazem o gesto de jogar algo no centro com as duas mãos, na terceira estrofe; depois,refazem a roda e seguem girando até o fim da música, quando todos correm para abraçar a criança mais velha do grupo e pedir sua benção.




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Ciranda, cirandinha

Ciranda cirandinha
Ciranda, cirandinha
vamos todos cirandar
vamos dar a meia-volta
volta e meia vamos dar

O anel que tu me deste
era vidro e se quebrou
O amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou
Por isso, D. Fulano
entre dentro dessa roda
diga um verso bem bonito
diga adeus e vá-se embora

A ciranda tem três filhas
Todas três por batizar
A mais velha delas todas
Ciranda se vai chamar



Ciranda, cirandinha (2)
Ciranda, cirandinha, 
Vamos todos cirandar! 
Vamos dar a meia volta, 
Volta e meia vamos dar. 

O anel que tu me destes 
Era vidro e se quebrou; 
O amor que tu me tinhas 
Era pouco e se acabou. 

Por isso, menininha 
Entre dentro desta roda, 
Diga um verso bem bonito, 
Diga adeus e vá se embora.


É muito fácil brincar
A brincadeira de roda é livre; cada um brinca como quiser, mas também dá para fazer uma coreografia simples e deixar tudo ainda mais divertido. 
Para isso, junte as crianças que vão participar e peça para formarem uma roda. Todos cantam, girando no sentido dos ponteiros do relógio. Quando disserem ?Vamos dar a meia volta?, começam a girar para o outro lado até chegar em ?Volta e meia vamos dar?, quando todos voltam ao sentido horário. Geralmente, esse vira-desvira dá boas confusões. Quando cantarem ?Por isso, menininha...?, a criança que tiver seu nome citado vai para o meio da roda e diz um verso.
Brincar só faz bem
Essa brincadeira ajuda a desenvolver a coordenação motora, a atenção e o espírito de equipe.
Você sabia?
A ciranda é uma dança típica do estado de Pernambuco. Nasceu na ilha de Itamaracá, cantada pelas mulheres dos pescadores, que se distraíam enquanto esperavam os maridos voltarem do mar. 
Ciranda, cirandinha é uma cantiga de roda folclórica, que faz parte da cultura do nosso povo. Ninguém sabe quem a compôs, mas sabemos que ela chegou até nós, sendo passada de geração em geração. Isso quer dizer que o seu bisavô cantava para o seu avô, que cantava para o seu pai, que cantava para você, que vai cantar para os seus filhos e assim por diante, por multo tempo. Legal, né?
Fonte do texto acima: www.nestle.com.br








IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Sapo Cururu (ou Sapo Jururu)

Sapo Cururu (ou Sapo Jururu)
Sapo Cururu
Na beira do rio
Quando o sapo pula,
Ó maninha,
É que esta com frio
A mulher do sapo
O que está fazendo?
Fazendo rendinha,
Ó maninha,
Pro seu casamento

A brincadeira
Forma-se uma roda, onde as crianças vão andando de mãos dadas e cantando.




Sapo Cururú cantando (Real)

Fazendo o Sapo Cururu




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Eu sou pobre de maré

O Pobre e o Rico
As crianças se dispõem em fileira e, distante uns dez passos, fica a que vai ser a "pobre". A fileira "rica" avança e canta:
Eu sou rico, rico, rico,
De marré, marré, marré (outra versão:de mar é, mar é, mar é)(ou ainda: De mavé, mavé, mavé)
Eu sou rico, rico, rico,
De marré, de si. ( de mavé, descer)
A "pobre" canta:
Eu sou pobre, pobre, pobre,
Vou-me embora, vou-me embora
Eu sou pobre, pobre, pobre,
Vou-me embora, vou-me embora.
A fileira "rica" canta:
Eu sou rico, rico, rico,
Vou-me embora, vou-me embora
Eu sou rico, rico, rico,
Vou-me embora daqui.
A fileira "pobre" avança e diz:
Dai-me um destes meninos, (em outra versão: Dai-me uma de vossas filhas)
Vou-me embora, vou-me embora.
Dai-me um destes meninos,
Vou-me embora, vou-me embora.
E a fileira "rica":
Escolhei a que quiserdes
Vou-me embora, vou-me embora,
Escolhei a que quiserdes
Vou-me embora daqui.

A brincadeira
A pobre vai sucessivamente engrossando suas fileiras até que a rica vira pobre. Invertidos os papéis, o brinquedo recomeça.


O Pobre e o Rico,Segunda Versão:
As crianças se dispõem em fileira e, distante uns dez passos, fica a que vai ser a "rica". A fileira "pobre" avança e canta:
Eu sou pobre, pobre, pobre
De marré, marré, marré(outra versão: de mar é, mar é, mar é)(ou ainda: De mavé, mavé, mavé)
Eu sou pobre,pobre,pobre
De marré, de si.(de mavé, descer)
A fileira "rica" avança e canta:
Eu sou rico, rico, rico,
De marré, marré, marré
Eu sou rico, rico, rico,
De marré, de si.
A "rica" canta:
Quero uma de suas filhas
De marré, marré, marré
Quero uma de suas filhas
De marré, de si.
A "pobre" responde:
Escolhei a que quiser
De marré, marré, marré
Escolhei a que quiser
De marré, de si
A "rica" canta:
Eu quero a Fulanazinha
De marré, marré, marré
Eu quero a Fulanazinha
De marré, de si
Indaga a "pobre":
Que ofício (vai dar)dará a ela?
De marré, marré, marré
Que ofício dará a ela?
De marré de si.
Responde a "rica":
Dou ofício de ...( sugere-se uma profissão como, por exemplo, costureira)
De marré, marré, marré
Dou ofício de ...
De marré,de si.
Retrucam as "pobres", aceitando ou renegando o ofício proposto:
Esse ofício não me agrada( ou esse ofício me agrada)
De marré, marré, marré
Esse ofício não me agrada( ou esse ofício me agrada)
De marré de si.
Toda vez que um ofício é aceito, uma das filhas pobres passa para o lado da rica e a brincadeira segue, até que todas passem para o lado rico, quando então se encerra a brincadeira cantando:
Eu, de pobre fiquei rica
De marré, marré, marré
Eu, de pobre fiquei rica
De marré, de si




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Atirei o pau no gato

Atirei o pau no gato
Atirei o pau no gato, tô, tô
mas o gato, tô, tô
não morreu, reu, reu
dona Chica, cá, cá
assustou-se, se
do berrô, do berrô que o gato deu
MIAU!

Não atire o pau no gato (Versão ecológica)
Não atire o pau no ga-to,to
porque isto-to,to
não se faz, faz, faz
O gatinho,nho
É nosso amigo,go
Não devemos maltratar os animais
jamais!

A brincadeira
Forma-se uma roda, onde as crianças vão andando de mãos dadas e cantando. Quando forem fazer miau, as crianças abaixam-se rapidamente e pulam, gritando bem alto o "MIAAAAAU!"




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Vamos Maninha - A barca Nova - A Praia

A Barca Nova

Minha mana Mariquinhas,
Vamos à praia passear,
Vamos ver a barca nova
Que do Céu caiu ao mar.
Nosso Senhor no altar,
São José a contramestre,
Nossa Senhora na frente,
Os anjinhos a remar.
Remem, remem, meus anjinhos
Que essas águas são de flores...
Quinta feira é de endoenças
Sexta feita é da paixão,
Domingo é de procissão


----

Vamos Maninha

Vamos Maninha vamos,
Lá na praia passear
Vamos ver a barca nova que do céu caiu do mar (bis)
Nossa Senhora esta dentro,
Os anjinhos a remar
Rema rema remador, que este barco é do Senhor (bis)
O barquinho ja vai longe ...
E os anjinhos a remar
Rema rema remador, que este barco é do Senhor (bis)


---

A Praia

Ora vamos, maninha, vamos
À praia passear,
Vamos ver a barca nova
Que do céu caiu ao mar.
Nossa Senhora vai dentro,
Os anjinhos a remar,
Remem, remem, remadores,
Que essas águas são de flores.
Estribilho geral:
Os quindins, olé...
Os quindins, olá
Toca a viola
Toca a dançar.
 .


IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Capelinha de melão

Capelinha de melão
Capelinha de melão
É de São João
É de cravo,
é de rosa,
É de manjericão
São João está dormindo
Não acorda, não
Acordai,
acordai,
Acordai, João!




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Se esta rua fosse minha

Se esta rua fosse minha
Se esta rua, se esta rua fosse minha
Eu mandava, eu mandava ladrilhar
com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante
só pro o meu, só pro o meu amor passar
Nesta rua, nesta rua tem um bosque
que se chama, que se chama solidão
dentro dele, dentro dele mora um anjo
que roubou, que roubou meu coração
Se roubei, se roubei teu coração
tu roubaste, tu roubaste o meu também
se roubei, se roubei teu coração
é porque, é porque te quero bem


A brincadeira
Forma-se a roda com uma criança no centro. Canta-se, girando, até a segunda estrofe, onde a criança do centro canta-a sozinha e escolhe outra pessoa para ficar no centro da roda.








IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Fonte do Itororó

Fonte do Itororó
Fui no Itororó
beber água não achei
achei bela morena
que no Itororó deixei
Aproveite, minha gente,
que uma noite não é nada
Se não dormir agora,
dormirá de madrugada
Ó dona Maria,
Ó Mariazinha,
entrarás na roda
e dançarás sozinha
Sozinha eu não danço
nem hei de dançar
porque eu tenho o fulano
para ser meu par


A brincadeira
Forma-se uma roda em torno de uma pessoa, e fica-se andando e cantando. quando chegar à última estrofe, a roda para e a pessoa do centro canta sozinha, escolhendo o próximo a ficar no centro. Essa brincadeira surgiu na cidade de santos pela fonte do Itororó








IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Carneirinho, Carneirão

Carneirinho, carneirão

Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu
Olhai pro chão, pro chão, pro chão,
Manda o rei de Portugal
Para nós nos sentarmos.
As crianças se sentam e sentados cantam:
Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu
Olhai pro chão, pro chão, pro chão,
Manda o rei de Portugal
Para nós nos levantarmos.
As crianças se levantam e cantam:
Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu
Olhai pro chão, pro chão, pro chão,
Manda o rei de Portugal
Para nós nos ajoelharmos.
As crianças se ajoelham e cantam:
Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu
Olhai pro chão, p´ro chão, pro chão,
Manda o rei de Portugal (outra versão: Manda o Rei, Nosso Senhor
Para nós nos levantarmos. Para todos se ajoelharem.)





IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



Cantigas de roda: Loja do mestre André

Mestre André

Fui na loja do Mestre André
e comprei um pianinho
Pplim, plim, plim, um pianinho

Ai olé, ai olé
Fui na loja do Mestre André

Fui na loja do Mestre André
E comprei um violão
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Ui na loja do Mestre André
E comprei uma flautinha
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Fui na loja do Mestre André
E comprei uma corneta
Tá, tá, tá, uma corneta
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Fui na loja do Mestre André E comprei uma sanfoninha
Fom, fom, fom, uma sanfoninha
Tá, tá, tá, uma corneta
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

----

Mestre André

Foi na loja do mestre André
Que eu comprei um pianinho
Plim, plim, plim, um pianinho

Foi na loja do mestre André
Que eu comprei uma guitarrinha
Plim, plim, plim uma guitarrinha

Ai olé
Ai olé
Foi na loja do mestre André

Foi na loja do mestre André
Que eu comprei um tamborzinho
Tum, tum, tum um tamborzinho
Foi na loja do mestre André
Que eu comprei uma cornetinha
Tá, tá, tá uma cornetinha

Ai olé
Ai olé
Foi na loja do mestre André







IR PARA O MENU DAS CANTIGAS

Cantigas de roda/infantil - Terezinha de Jesus

Terezinha de Jesus
Teresinha de Jesus
numa queda foi ao chão
acudiram três cavalheiros
todos três chapéu na mão
O primeiro foi o pai
o segundo, seu irmão
o terceiro foi aquele
que à Teresa deu a mão
Da laranja quero um gomo
do limão quero um pedaço
da menina mais bonita
quero um beijo e um abraço
Tanta laranja madura
tanto limão pelo chão
tanto sangue derramado
dentro de um só coração

A brincadeira
Forma-se uma roda em torno de quatro participantes (os personagens, um ajoelhado e os outros três em pé), que vão interpretando a história. Na última estrofe, cantada pela Teresinha já de pé, ela escolhe outra pessoa para ser a Teresinha.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cantiga_de_roda

Isadora Bach - Teresinha de Jesus (Théâtre de l'Île Saint-Louis Paul Rey) em Paris

  DukeChargista.com.br




IR PARA O MENU DAS CANTIGAS



quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Quiz - Estudos para prova ACT -

Lógica de programação com Scratch

Lógica de programação com Scratch - Aula 1



Lógica de programação com Scratch - Aula 2



Lógica de programação com Scratch - Aula 3



Lógica de programação com Scratch - Aula 4



Lógica de programação com Scratch - Aula 5



Lógica de programação com Scratch - Aula 6

Tutoriais diversos do Scratch


USANDO O SCRATCH PARA POTENCIALIZAR O PENSAMENTO CRIATIVO EM CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Dissertação apresentada ao Programa de PósGraduação em Educação, da Universidade de Passo Fundo, como requisito parcial e final para a obtenção do título de Mestre em Educação, sob orientação do Professor Dr. Adriano Canabarro Teixeira

*** Visualizar - Arquivo PDF ***


INICIAÇÃO A PROGRAMAÇÃO 
ARQUIVO PDF - CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR:
http://oficinas.pensamentodigital.org.br/apostila_iniciacao_programacao.pdf


EXPLORANDO O SCRATCH
http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/847/56/20155_ulsd_dep.17852_tm_anexo39.pdf


Fonte do tutorial abaixo: http://escadinhadosaber.blogspot.com.br/2012/06/scratch.html
Como Instalar no Linux Educacional:

1) Baixe o pacote instalador disponível em http://info.scratch.mit.edu/Scratch_1.4_Download
2) Escolha a versão Ubuntu;
3) Salve o pacote de instalação na pasta do usuário (/home/professor). Não é necessário descompactar a pasta;
4) Abra o Konsole através do atalho (Alt F2), escreva xterm e clique em executar. Após aparecerá uma tela preta, digite su (clique enter), depois escreva a senha de administrador, que é qwe123 (clique enter).
5) Continue escrevendo o comando dpkg -i scratch* (observe que após o g e depois do i tem espaço);
6) Aguarde um pouco, irá iniciar a instalação do programa e aparecerá uma mensagem;
7) Em seguida, digite no terminal exit (clique enter) e exit novamente (clique enter);
8) Acesse o menu Iniciar>>Desenvolvimento>>Scratch.
9) Pronto! Agora é só explorar!!
10) Boas descobertas!


Criando seu primeiro jogo no Scratch



Tutorial Scratch: cenários e personagens



Using Scratch with Arduino as Sensor Board



Scratch - Parte 2/ Portuguê.wmv



Usando Scratch para criar história em quadrinhos - Parte I



Robótica com Lego Wedo e Scratch



Robótica - Scratch e Lego Wedo




Material Oficina Scratch - Parte 01
Esta é a primeira parte da Oficina de Scratch realizada com professores da Escola Estadual Maria Aurora do Nascimento em Cacoal. Você pode fazer o download da apostila clicando sobre a seta dentro do quadrado preto, depois em arquivo e fazer download.
Fonte:http://eduscratch.blogspot.com.br/
 


Apostila UFES 2012
O LabPC, da UFES em Vitória - ES, publicou esta apostila sobre o Scratch Day no Espirito Santo, ela fala um pouco sobre o Scratch, as principais ferramentas e o Scratch Day, para quem esta iniciando é um bom começo no Scratch. Você pode fazer o download da apostila clicando sobre a seta dentro do quadrado preto, depois em arquivo e fazer download.
Fonte:http://eduscratch.blogspot.com.br/

04 Aulas de Scratch - Animação e Jogo de Boliche

Aula 01 - Introdução ao Scratch - Jogos e Animações


Aula 02 - Introdução ao Scratch - Jogos e Animações


Aula 03 - Introdução ao Scratch - Jogos e Animações


Aula 04 - Scratch Desenvolvimento de Jogos e Animações - Jogo Boliche

SCRATCH

Com o Scratch, você pode programar suas próprias histórias interativas, jogos e animações - e compartilhar suas criações com outros membros da comunidade online.

O Scratch ajuda os jovens a aprender a pensar de maneira criativa, refletir de maneira sistemática, e trabalhar de forma colaborativa - habilidades essenciais para a vida no século 21.

Scratch é um projeto do grupo Lifelong Kindergarten no Media Lab do MIT. Ele é fornecido gratuitamente.



Fazer Download --- Acessar programa Online



Exemplo de atividade feita com o Scratch
Atividade de Multiplicação, Adição e Subtração

Online Color Challenge

FATO: 1 de 255 mulheres e 1 em cada 12 homens têm algum tipo de deficiência de visão de cores.
Aceite o desafio de cores on-line, com base no FM100 Hue Test by X-Rite.

Arrastar e solta as cores em cada linha para organizá-los por ordem de matiz.
O primeiro e o último quadrados de cor são fixos.
Clique em "Score Test" quando terminar.

Cursos online grátis

30 cursos gratuitos oferecidos pelo governo

 Cursos de Sistemas Operacionais, lógica de programação, Aplicativos BrOffice, Programação de Páginas Web, Comunicação Visual para Web, Elementos de Projetos de Informática entre 


CURSOS ONLINE GRÁTIS
COM CERTIFICAÇÃO




CURSOS ONLINE GRÁTIS
SEM CERTIFICAÇÃO



Curso de Linux (Desktop)
Configure sua rede Wi-Fi
Curso de criação de DVD
Fique fera no Photoshop CS3
Windows Vista
Word 2003
Monte sua rede
Fireworks MX 2004
OpenOffice.org 2.0
Photoshop CS2
Photoshop CS3
PowerPoint 2003
Flash CS3
Curso de Digitação